Em 1997, comecei uma penosa jornada de auto-aprendizagem.
Impulsivamente, eu entrei numa loja de música e comprei uma “Gaita de fole”.
Esta gaita nunca funcionou correctamente, fazendo com que minha aprendizagem fosse muito difícil. Fui obrigado a comprar outro instrumento logo após – Encomendei-o directamente a um fabricante de boa qualidade.
Esse instrumento tem me servido bem durante 14 anos, e ainda está a uso.

Durante os anos seguintes, enquanto aprendi a construir gaitas de foles, eu sempre voltava a pegar carinhosamente nesse instrumento de má qualidade – a minha primeira “Gaita de foles”.
Desde então, desperdicei inúmeras horas de trabalho, e uma incrível quantidade de dinheiro nessa gaita de foles, para mantê-la funcional … e mesmo assim nunca será um instrumento de boa qualidade.

Mantenho-a como um lembrete para nunca mais cometer o erro de ter que “comprar duas vezes”!
Após quase 20 anos desde que eu comecei a tocar, a “cena” das gaitas de fole em Portugal desenvolveu-se imenso. No entanto, apesar do aumento de tocadores e escolas, ainda vejo os iniciados (e os já “não tão iniciados”) cometer o mesmo erro que eu, quando comecei em 1997 – As pessoas procuram instrumentos de “aprendizagem” mas acabam por adquirir “Gaitas de fole para os turistas.

Quando finalmente chegam à minha oficina, o dano já está feito, e há muito pouco que possa fazer para os ajudar.
Seja como professor de gaita de foles, seja no trabalho diário de responder aos e-mails que recebo, tento ajudar todos quantos procuram a minha oficina para a reparação ou compra de uma Gaita de foles.
Infelizmente, vezes sem conta repito as mesmas advertências aos iniciados.
Com isso em mente, decidi colocar aqui a seguinte secção de perguntas frequentes.

Espero, seja útil a todos.
…e por favor!
Não se deixe enganar ao comprar uma Gaita de foles!

Questões Frequentes

ou

“como não ser enganado ao comprar Gaitas de fole”!

1 – Comprar Gaita de Foles em lojas

Eu não recomendaria a compra de uma Gaita de fole numa loja de instrumentos musicais. As lojas geralmente vendem somente gaitas de baixa qualidade feitas industrialmente. Mesmo quando “aparentemente” carimbado com um “apelido”, raramente se tratam de instrumentos de autor. Caso o carimbo seja de um construtor reputado, então significa por certo que se trata de um instrumento usado.

2 – Ebay?

Gaitas usadas de boa qualidade quase nunca chegam ao mercado. Os gaiteiros formam comunidades fortes. Há sempre um gaiteiro amigo, ou um aluno, que está interessado em comprar um instrumento usado de boa qualidade. Se encontrar uma Gaita usada à venda na internet isso poderá querer dizer que ninguém realmente a quer.

3 – Quanto custa uma Gaita de fole usada?

O preço para uma Gaita usada de boa qualidade irá ser muito provavelmente semelhante ao preço de uma Gaita nova.
Uma Gaita de fole de um bom fabricante, não é como um carro ou um aparelho electrónico – Os bons instrumentos musicais valorizam com o tempo, já que as boas matérias primas têm também vindo a rarear. A sua melhor chance em vender ou comprar um instrumento usado é entrar directamente em contacto com o seu fabricante de confiança.

4 – Consigo identificar se uma Gaita de foles é boa?

A resposta é NÃO!
As pessoas podem tentar dar-lhe alguns indicadores claros sobre “como não ser enganado” na compra de uma Gaita. No entanto, se você é um iniciado, a verdade é que nunca vai ter a certeza. A única maneira segura, é encomendar o instrumento a um construtor profissional, e certificar-se de que ele estará sempre disposto a recebê-lo, para o ajudar com qualquer questão no futuro.

5 – Posso pelo menos saber o básico para me manter afastado de instrumento muito ruim?

Por sua própria conta e risco, as dicas mais comuns costumam dizer para termos atenção a sinais como um “fole de borracha” ou uma “madeira leve/macia” Obviamente, NUNCA use um instrumento com um fole de borracha – Nunca irá funcionar! Danifica a madeira e as palhetas, e é prejudicial para a sua saúde. NUNCA aceite uma gaita de fole feita a partir de uma madeira leve/macia que mais pareça adequada para o seu mobiliário. Vai ser muito sensível à humidade, e nunca irá funcionar correctamente. No entanto, hoje em dia as fábricas vêm fazendo os mesmos instrumentos péssimos, com verdadeiros foles de Gore-Tex® e aparentemente com as mesmas madeiras. Mais uma vez, pode nunca vir a ter realmente a certeza do que está a comprar.

6 – Devo escolher então uma madeira densa?

O aspecto ou mesmo o peso não serão nunca garantia de qualidade, já que gaitas feitas de madeiras com densidades distintas, poderão ser ambas belíssimos instrumentos. Até mesmo Gaitas com a mesma madeira, mas com ornamentação e anéis diferentes, vão parecer-lhe mais leves ou mais pesadas, deitando por terra qualquer comparação possível. Ora, os fabricantes de grande qualidade só trabalham com os melhores materiais, isso é certo. Mas, os maus fabricantes tentam copiar os instrumentos de alta gama, em todos os detalhes. Ora nada mais fácil do que tentar reproduzir o aspecto, usando madeira com cores o mais semelhantes possível.

7 – “Para mim, gaita a sério é nesta madeira”!

Se bem que em teoria a madeira tenha muita influência no som final do instrumento, na prática encomendar uma gaita simplesmente com base no que se ouviu dizer acerca de certa madeira, poderá revelar-se uma desilusão. Existem infinitas variações, mesmo numa madeira que tenha o mesmo nome, e supostamente a mesma proveniência. Mesmo músicos experientes, terão dificuldade em saber ao certo se estão a comprar a madeira certa, somente por olharem para ela. A única maneira segura, é encomendar o instrumento a alguém com quem se possa discutir as nossas necessidades como músicos – um luthier profissional, da nossa confiança que esclareça todas as nossas dúvidas, e assuma total responsabilidade pelos materiais que emprega, produzindo o instrumento ideal para nós.

8 – Preço | Quanto custa uma Gaita de Foles?

Por favor fique ciente de que é completamente impossível vir a pagar algo como apenas 300€ por uma “Gaita de foles” ibérica que funcione.
Há uma quantidade mínima de dinheiro necessário para se conseguir montar um instrumento musical funcional. É claro que os preços aumentam com a qualidade dos materiais empregues. Contudo os preços também oscilam devido aos mais variadissimos motivos, o que torna impossível para o iniciante usar o preço como regra para a escolha de um instrumento apropriado. Infelizmente, eu conheço pessoalmente casos de pessoas que compraram “gaitas para turista” em lojas de “souvenirs” por montantes na ordem dos milhares de euros. O seu raciocínio na altura, foi que o instrumento parecia respeitar todas as “indicações” – saco gore-tex®, madeira de buxo, vestido vistoso em veludo, etc. “Por esse preço, tem que ser uma “Gaita de foles a sério! Né?” – Mas, enganaram-se!
Que esta histórias sirvam de exemplo: Se por um lado o mais caro não significa sempre o melhor, por outro “gaitas de fole ao preço da chuva”, também simplesmente não existem! A única maneira segura, é encomendar o instrumento a um fabricante profissional que mereça a sua confiança.

9 – Manutenção e garantia

Infelizmente é comum esquecermos a “Manutenção” e a “Garantia” na compra de uma Gaita. Na verdade, a maioria dos fabricantes/vendedores, esfregam as mãos e esquecem o cliente, no minuto em que ele sai da oficina com uma gaita de foles nova debaixo do braço. A relação comercial termina aí! Para mim, tudo começa (e não “termina”), no minuto em que o cliente compra um dos meus instrumentos. Eu sei por experiência, que o músico fará parte integrante da minha oficina com ideias e pedidos a cada vez que traga o instrumento para uma manutenção gratuita. Se os instrumentos musicais fossem carros, os músicos seriam os meus pilotos de teste, ajudando-me a melhorar as minhas “máquinas”. Assim, o meu conselho é – Certifique-se de que quando compra uma Gaita de foles, está também a escolher “Garantia Vitalícia”, e o melhor “Serviço ao cliente”.